Desabafo de um intérprete sobre as dificuldades dos surdos

O Professor/ Mestre/Intérprete – Alexandre Elias enviou uma carta de desabafo para o Deputado Federal Romário, na carta o leitor poderá entender por quê o Projeto de lei do deputado é tão importante.

Segundo Censo realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, cerca de 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva, o que significa 5,1% da população brasileira. Deste total, cerca de 2 milhões possuem a deficiência auditiva severa, ou seja brasileiros surdos. Tendo em vista que a Constituição Federal em seu Art. 5º garante que “todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza”, e ainda a Lei 10.436/02 o Decreto 5626/05 que regulamenta tal lei e a Lei de Acessibilidade 10.098/00, que garante à pessoa surda o uso da Libras (Língua Brasileira de Sinais) dentro de órgãos públicos ou privados, solicitamos a sua imediata aplicação nas avaliações do Detran.
É histórica a enorme segregação que sofreram milhares de deficientes ao longo dos anos. Com a comunidade surda não foi diferente. Foram anos de luta pelo reconhecimento de sua língua, não como único instrumento de comunicação, pois consideramos a oralização importante aos que dela utilizam, mas buscou-se sua legalização até chegarmos a seu reconhecimento em 2002. Hoje, passados 12 anos da Lei que a coloca como segunda língua de nosso país, buscamos sensibilizar a sociedade de que se trata de estruturas diferentes e devem ser respeitadas e aplicadas em órgãos públicos e privados como identificamos em seu artigo 17.
Atualmente esta população é privada da presença de um Intérprete de Libras que lhe transmita significado das questões aplicadas ou até mesmo provas visuais adaptadas que facilitem sua compreensão. Estamos aqui falando de línguas diferentes (Português e Libras) que necessitam de adaptações gramaticais para sua compreensão.
Mas que vem acontecendo em várias regiões do Brasil é que milhares de surdos tentam incansavelmente realizar as provas para obtenção da habilitação, porém como há uma grande dificuldade na compreensão da estrutura gramatical da Língua Portuguesa, acabam por reprovar inúmeras vezes, causando grande desmotivação, sensação de fracasso e principalmente violação de direitos.
Esse problema torna-se real porque o Detran não permite a permanência de um intérprete de Libras durante a prova teórica, que será a garantia para continuidade do processo. Muitos surdos, nem sequer chegam à prova prática. A prova entregue é a mesma tanto para público ouvinte como surdo, mostrando total falta de acessibilidade a essa comunidade.
Assim, venho por esse meio legal, legítimo e democrático solicitar sua participação nessa petição que será entregue em mãos ao Deputado Federal Romário em Brasília, por acreditar em sua sensibilização à causa, tendo em vista que o mesmo já se encontra engajado na causa de pessoas com deficiências.
Buscamos fazer desse documento, um instrumento de mudanças não de forma regional, onde já vimos que a sensibilização existe, mas para uma grande maioria carente de mobilização.
Agradeço antecipadamente sua participação
Alexandre Elias (Sorocaba/SP) – Movimento Libras no Detran

Essa noticia que você acabou de ler foi do site: https://secure.avaaz.org/po/petition/Deputado_Federal_Romario_Acessibilidade_nos_processos_de_avaliacao_do_Detran_a_Comunidade_Surda/

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s